não

Não não quer dizer sim, nem talvez ou quem sabe. Não é não em negativa clara, direta e sincera. Mas é preciso saber ser sincero. É coisa que vem da alma, então poupe-nos das aparências.
Não é um grito de chega, é um conselho, apoio, é não gerar expectativas onde elas certamente irão florescer. Não também não quer dizer nunca, nem nada. Não não é momentâneo, mas para o momento tem que bastar. Não aguento, não ajudo, não lamento. O não tem seus rebentos.
Não é decisão conforme cabeça ou coração, aqui tanto faz; é simbologia de força, de medo e de respeito a si. E ao próximo.
Não machuca, mas um não disfarçado de sim machuca bem mais. É lobo e cordeiro, tem efetivamente zero a colaborar, só enaltece os erros, disfarça incômodos, só alimenta a discórdia. Zap de discussão.
Quando disseres não, que seja cuspindo em minha face, olhos nos olhos, negativa na face, dedinho indicador pronto pra reforçar.
Não é basta. Por tempo indeterminado. Pode ser pra sempre. Pode ser pra ontem. Mas precisa ser de verdade. Se não sabes dizer não, desacovarde. Se não sabes se é um não, pense antes. Se souber, aqueça bem suas palavras. E liberte-as.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *